sexta-feira, 5 de outubro de 2018



Ocupação Mulheres, Imagem e Resistência


Promover a reflexão sobre o protagonismo feminino nas artes e debater sobre a violência imposta às mulheres. Esse é o objetivo do evento “Ocupação Mulheres, Imagem e Resistência”, promovido pelo Laboratório de História Social do Trabalho (Lhist) em parceria com o projeto “Cinema e História”, com centros acadêmicos e coletivos de mulheres de Vitória da Conquista.

O evento será realizado no dia 9 de outubro, com uma programação diversificada durante todo o dia, envolvendo fotografia, literatura e música. Já às 19 horas, no Teatro Glauber Rocha, haverá a exibição do filme “Transformar os silêncios”, que será seguida por um debate sobre as lutas enfrentadas pelas mulheres.

Inscrições – Para os ouvintes, não há necessidade de inscrição prévia. Já quem deseja participar da atividade como monitores voluntários devem se inscrever aqui. A programação da Ocupação Mulheres contará ainda com a oficina “Fotografia de Movimentos Sociais”, que será ministrada pela fotógrafa, historiadora e pesquisadora Milla Dantas. Para participação, é necessário preencher formulário de inscrição.

O evento ainda abrirá espaço para mulheres participarem do Sarau lítero-musical Vozes em Movimento, quando poderão ser apresentados números musicais, performance e textos literários associados ao tema do evento. A inscrição para o Sarau deve ser feita aqui.

Para mais informações do “Ocupação Mulheres”, entre em contato com o Departamento de História pelo telefone (77) 3424-8666.

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Acervo de imagens sobre movimentos sociais será apresentado em palestra nos seminários do LHIST
 
O Laboratório de História Social do Trabalho (LHIST) é uma instituição-memória especializada na guarda e referência de fontes documentais relativas aos mundos do trabalho. Dentre os grupos documentais que sustentam a pesquisa no LHIST encontra-se o arquivo digital Movimento Social em Retrato, composto por, aproximadamente, 7000 imagens – cópias de fotografias, folhetos, cartazes, jornais – capturadas em arquivos de sindicatos de trabalhadores e em acervos pessoais de fotógrafos que atuaram em Vitória da Conquista na segunda metade do século XX.  A apresentação deste acervo será o tema da próxima sessão dos seminários do LHIST, que ocorrerá no dia 04 de outubro, a partir das 17h30, no auditório do modulo IV da Uesb, campus de Vitória da Conquista. A atividade será conduzida pela fotógrafa, historiadora e pesquisadora do LHIST, Kamilla Dantas, que irá apresentar dados técnicos relativos ao tratamento e organização de fontes digitais e trazer ao debate as possibilidades de pesquisa ofertadas pelo acervo Movimento Social em Retrato.
A participação é gratuita e franqueada a todos os interessados da comunidade acadêmica e regional. Não há necessidade de inscrição prévia. Certificados serão conferidos de acordo com o registro nas listas de freqüência.
Maiores informações poderão ser obtidas pelo telefone (77) 34248697 ou pelo email lhist.uesb@gmail.com

segunda-feira, 17 de setembro de 2018


LHIST promove palestra com o tema “Lutas por moradia em Diadema e o poder público municipal (1983-1996)”.

No próximo dia 20 de setembro, às 17h30, como atividade integrante dos Seminários do LHIST 2018, acontecerá, no auditório do módulo Antônio Luis Santos da Uesb, campus de Vitória da Conquista, a palestra “Lutas por moradia em Diadema e o poder público municipal (1983-1996)”,  a ser proferida pela Professora Joana D’Arc dos Santos, do Instituto Federal da Bahia (IFBa).

        Resultante da sua pesquisa de doutorado em História, defendida junto à PUC-SP, a palestra tem por foco os encaminhamentos políticos em relação às demandas de organizações de lutas por moradia, realizadas pelo governo municipal de Diadema, entre 1983 e 1996. Em um contexto marcado pela ilegalidade da posse de terra urbana, falta de infraestrutura, altos índices de violência e baixos índices de desenvolvimento humano, Diadema vivenciou intensos conflitos entre ativistas sociais e proprietários de terras. Os resultados da pesquisa evidenciaram que as administrações municipais em Diadema, entre 1983-1996, reproduziram a autocracia burguesa na instância local, embora substituindo alguns dos sujeitos da dominação no interior do Estado. Estas administrações pautaram-se na prática politicista, por priorizar a dimensão política no interior das relações societárias e, com isto, conforme demonstraram os dados, finalizaram por proteger os interesses de desenvolvimento de proprietários de terras e de outros grupos econômicos que se instalaram na cidade, em detrimento das necessidades da produção e reprodução da vida dos trabalhadores.

A participação é gratuita e franqueada a todos os interessados da comunidade acadêmica e regional. Não há necessidade de inscrição prévia. Certificados serão conferidos de acordo com o registro nas listas de freqüência.
Maiores informações poderão ser obtidas no Departamento de História da Uesb pelos telefones (77) 34248666 e 34248697 ou pelo email lhist.uesb@gmail.com.

quinta-feira, 16 de agosto de 2018


Roda de conversa sobre documentário cinematográfico e movimentos sociais

Um documentário cinematográfico é meio de comunicação e registro histórico. Produzido com o uso de imagens de arquivo e registros orais, o vídeo-documentário permite revisitar e transmitir à posteridade histórias vivenciadas por pessoas comuns e pode ser utilizado como um importante instrumento de divulgação e discussão sobre os movimentos sociais.

Na próxima quinta-feira, 23 de agosto, às 17h30, acontecerá, na sala 09 do módulo I de aulas da Uesb, campus de Vitória da Conquista, a exibição do vídeo “A greve dos catadores de Café - O despertar das consciências oprimidas”, seguida de uma roda de conversa sobre o processo de produção do documentário.  A atividade integra a programação dos Seminários do LHIST 2018 e do Projeto Cinema e História 2018, ambos vinculados ao Departamento de História da Uesb.

O vídeo tem por tema central a greve e o dissídio coletivo que mobilizaram os trabalhadores rurais de Vitória da Conquista e Barra do Choça no ano de 1980. O debate será conduzido pela diretora do filme, Géssica Emanuele, graduanda em Cinema e Audiovisual pela Uesb.

Vídeo-documentário
A greve dos catadores de café - O despertar das consciências oprimidas
Direção: Géssica Emanuele
Edição: Raul Ribeiro
Assistente de Produção: Rodrigo Farias

A participação é gratuita e franqueada a todos os interessados da comunidade acadêmica e regional. Não há necessidade de inscrição prévia. 
Certificados serão conferidos de acordo com o registro nas listas de freqüência.

Maiores informações poderão ser obtidas no Departamento de História da Uesb pelos telefones (77) 34248666 e 34248697 ou pelo email lhist.uesb@gmail.com.


sexta-feira, 13 de julho de 2018




Palestra sobre conflitos urbanos e agrários marca a abertura dos Seminários do LHIST 2018

       Acontece no próximo dia 19 de julho, às 17h30, a palestra Conflitos urbanos e agrários: uma discussão sobre legislação e atuação do Poder Judiciário, a ser proferida por Alexandre Garcia Araújo (Xandó). O palestrante, que é mestre em Memória, Linguagem e Sociedade pela Uesb e membro da Comissão de Diretos Humanos da OAB-BA, irá apresentar o panorama da legislação sobre conflitos fundiários urbanos e agrários e fazer uma análise dos posicionamentos do judiciário relativos ao tema. Com base em casos concretos ocorridos na região de Vitória da Conquista, Alexandre Araújo irá propor reflexões sobre criminalização dos movimentos sociais e violência no campo brasileiro. A atividade, que é uma promoção do Laboratório de História Social do Trabalho (LHIST), irá ocorrer no auditório do módulo IV de aulas do campus da Uesb de Vitória da Conquista.

       Os Seminários do LHIST 2018 deverão compreender 10 sessões, distribuídas entre os meses de agosto e dezembro, sob o formato de palestras, mesas redondas, discussões de textos e filmes, tendo como foco temas relacionados ao trabalho e à organização dos trabalhadores em distintos contextos histórico-geográficos.

      A participação é gratuita e franqueada a todos os interessados da comunidade acadêmica e regional. Não há necessidade de inscrição prévia. Certificados serão conferidos de acordo com o registro nas listas de freqüência.
Maiores informações poderão ser obtidas no Departamento de História da Uesb pelo telefone (77) 34248666 ou pelo email lhist.uesb@gmail.com.




quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Atividades paralisadas

O Laboratório de História Social do Trabalho (LHIST) informa que nos dias 22 e 23 de Fevereiro estará com suas atividades suspensas em virtude da pintura do local para melhor atendê-los.
Segunda-Feira (24/02) retornaremos nossas atividades normalmente.
Desde já, agradecemos a compreensão.

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Encerramento do Projeto Música Regional Brasileira

Com apresentação musical, Departamento de História celebra a obra de Luiz Gonzaga e destaca sua importância para os estudos de história regional


Nesta quinta-feira, dia 14 de outubro, como parte das atividades do projeto de extensão “Música Regional Brasileira: história e ensino coletivo”, o Departamento de História promove a apresentação “Tributo a Luiz Gonzaga”, com peças que marcaram o repertório do mestre de Exu, como “A vida do viajante”, “Paraíba”, “Juazeiro”, Respeita Januário”, entre outras.

O projeto “Música Regional Brasileira: história e ensino coletivo” tem como foco a produção musical brasileira de expressão regional e é guiado por um duplo objetivo: por um lado, propiciar a reflexão sobre os componentes históricos e sociológicos da produção musical brasileira identificada ou auto-identificada como regional; por outro, criar uma oportunidade de acesso, a um público amplo, interno e externo à Uesb, do aprendizado coletivo de música.

A apresentação ocorre no Auditório do CAP (Centro de Aperfeiçoamento Profissional) da Uesb, campus de Vitória da Conquista, a partir das 19h30.