quarta-feira, 28 de agosto de 2019


A ideologia do trabalho no Brasil Republicano será tema de palestra nos Seminários do LHIST


A ideologia do trabalho na República Brasileira: da Primeira República ao Varguismo é o tema da palestra que ocorrerá na terça-feira, 03 de setembro, às 17h30, no auditório do módulo IV, no campus da Uesb de Vitória da Conquista.

A palestra, que será proferida pela Profa. Dra. Cleide de Lima Chaves, docente do Departamento de História da Uesb, tem por objetivo discutir as transformações do conceito de trabalho ao longo da História do Brasil desde a Proclamação da República, em 1889, até o fim do período varguista (1930-1945). Em especial, serão discutidas as respostas apresentadas, no decorrer desse período, ao fim da escravidão e à necessidade de inserção dos trabalhadores libertos na ordem econômica, social e política republicana.

A atividade integra a programação anual dos Seminários do Laboratório de História Social do Trabalho da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (LHIST/Uesb) A participação é gratuita e franqueada a todos os interessados da comunidade acadêmica e regional. Não há necessidade de inscrição prévia. Certificados serão conferidos de acordo com o registro nas listas de freqüência.

Maiores informações poderão ser obtidas no LHIST/Uesb pelo telefone (77) 34248697 ou pelo email labhst@uesb.edu.br.

quarta-feira, 28 de novembro de 2018

I SEMINÁRIO SOBRE GÊNERO, SEXUALIDADE E TRABALHO


Nos dias 12 e 13 de dezembro, ocorrerá o I Seminário sobre “Gênero, Sexualidade e Trabalho”. A atividade é uma realização do Laboratório de Estudos em História Cultural (LEHC), do Laboratório de História Social do Trabalho (LHIST), do Núcleo de Estudo e Pesquisa em Trabalho, Política e Sociedade (NETPS), do Laboratório de Estudos e Pesquisas em Ensino de História (LAPEH), do Grupo de Estudos e Pesquisas em Políticas Públicas para a Educação Superior (GEPPPES) e do Diretório Central dos Estudantes - Gestão Kamayurá - ocorrerá na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Campus de Vitória da Conquista.
Todas as pesquisas desenvolvidas nas diversas áreas do saber que discutam gênero, sexualidade e/ou trabalho são bem-vindas às sessões de comunicação e contribuirão para ampliar o debate.

Para apresentar comunicação, participar do evento e dos minicursos, ou ser monitor/a voluntário/a, é necessário fazer inscrição de acordo com as orientações disponíveis no site do evento http://www2.uesb.br/eventos/sexualidade/

As inscrições para apresentação de trabalho podem ser feitas, até o dia 30 de novembro, por profissionais e discentes da graduação e da pós-graduação. O graduando deverá enviar para o e-mail do evento, além da ficha de inscrição, a carta de anuência do seu orientador, que pode ser do TCC (trabalho de conclusão de curso), da Iniciação Científica ou da Iniciação à docência.


A participação é gratuita e franqueada a toda a comunidade acadêmica e regional.  Certificados serão conferidos de acordo com o registro nas listas de frequência.

Debate sobre fascismo na programação dos Seminários dos LHIST/Uesb


O Laboratório de História Social do Trabalho fará realizar, na próxima quinta-feira, 29 de novembro, às 17h30, mais uma sessão dos Seminários do LHIST/2018, com a palestra “Do fascismo à nova direita. A luta de classes em tempos obscuros”.
A palestra, que irá ocorrer no auditório do módulo IV, será ministrada pelo Prof. Dr. Belarmino de Jesus Souza, docente do Departamento de História da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb). A atividade tem por objetivo refletir sobre a direita política, desde suas raízes, no conservadorismo do século XIX e no fascismo histórico da primeira metade do século XX, até o advento da onda da Nova Direita, na era da comunicação imediata absoluta. A palestra tem por propósito, ainda, debater a correlação de forças nas lutas sociais neste novo contexto.  
A participação nos Seminários do LHIST é gratuita e franqueada a todos os interessados da comunidade acadêmica e regional. Não há necessidade de inscrição prévia. Certificados serão conferidos de acordo com o registro nas listas de freqüência.

Maiores informações poderão ser obtidas pelo telefone (77) 34248697 ou pelo email labhst@uesb.edu.br

Ditadura militar, imprensa alternativa e formação política em debate no LHIST/Uesb


A ditadura civil-militar, vigente no Brasil entre os 1964/1985, caracterizou-se pela repressão política, por cassação de mandatos eletivos, exílios de opositores, prisão de contestadores, tortura de “inimigos” do regime e censura aos meios de comunicação. Neste processo, sem pedir licença, emergiram os jornais alternativos que foram porta-vozes das críticas multidimensionais à realidade existente no país. A partir desse ponto de vista, o Professor Carlos Alberto Pereira Silva, do Departamento de História da Uesb, irá proferir palestra com o tema Ditadura militar, imprensa alternativa e formação política, tendo por objetivo refletir sobre a presença da imprensa alternativa no contexto do regime ditatorial e apresentar um recorte de memória sobre a leitura de jornais alternativos, nos quais o palestrante obteve sua formação política. A atividade irá acontecer no dia 23 de novembro, às 16h, no Laboratório de História Social do Trabalho (LHIST) da Uesb, no campus de Vitória da Conquista.
Em seguida à palestra, o LHIST abre à visitação pública a exposição permanente Imprensa Alternativa: narrativas, identidades e resistência no Brasil Contemporâneo, na qual apresenta o seu acervo de jornais. A Hemeroteca do LHIST é composta por cerca de 3000 exemplares de periódicos produzidos no Brasil no século XX e primeira década do século XXI, agregados ao acervo do laboratório por meio de doações. O núcleo principal deste acervo é constituído por jornais em formato tablóide, associados ao conceito de Imprensa Alternativa, produzidos no Brasil sob a Ditadura Militar e no período de redemocratização. O acervo abriga, também, suplementos de jornais da grande mídia nacional dedicados à ciência e à cultura, exemplares de publicações internacionais e a coleção do Jornal A Voz do Trabalhador, produzido entre 1908 e 1915.
As atividades integram a programação dos Seminários do LHIST/2018 e da Semana de Integração da Uesb. A participação é gratuita e franqueada a todos os interessados da comunidade acadêmica e regional. Não há necessidade de inscrição prévia. Certificados serão conferidos de acordo com o registro nas listas de freqüência.
Maiores informações poderão ser obtidas pelo telefone (77) 34248697 ou pelo email labhst@uesb.edu.br



 Lançamento do livro História do Trabalho Revisitada

Sob pressão de grupos empresariais que apoiaram e patrocinaram o golpe de 2016, um novo sistema legal e um novo modelo de Estado se impõem como fatores de regulação e mediação das relações entre capital e trabalho no Brasil Contemporâneo. Lei da terceirização, reforma trabalhista e esvaziamento das funções e dos recursos da Justiça do Trabalho fazem parte de um mesmo conjunto de ações que, sob o manto da modernização, tendem a enfraquecer os modos de organização e luta dos trabalhadores. As normativas apreendidas pela designação genérica de Reforma Trabalhista, que se encontra ainda em curso, visam regularizar situações laborais situadas à margem da CLT e suprimem expedientes que, até então, em consonância com tratados internacionais dos quais o Brasil é signatário, eram garantes, pelo menos do ponto de vista formal, de proteção às mulheres, às crianças e aos jovens trabalhadores.
Assiste-se à cristalização e extensão para o conjunto dos trabalhadores de um novo sistema legal que precariza as condições de trabalho e os enfraquece na condição de demandantes frente à Justiça do Trabalho. Todas essas transformações ocupam, na atualidade, os pesquisadores do Direito, da Sociologia e, nomeadamente, da História do Trabalho, aos quais se impõe abordar, em uma perspectiva diacrônica, o papel da Justiça do Trabalho como instância de mediação e luta entre patrões e empregados e tratar os seus acervos como depositários de informações sobre relações de trabalho, perfis e estratégias de luta dos trabalhadores do Brasil, desde o início da década de 1940.
Este conjunto de reflexões define a matéria do livro História do Trabalho Revisitada: Justiça, Ofício, Acervos, organizado por Alisson Droppa, Aristeu Machado Lopes e Clarice Gontarski Speranza e lançado pela Paco Editorial no ano de 2018. O livro, que conta com capítulos da lavra de importantes historiadores do trabalho, a exemplo de Ângela de Castro Gomes, Larissa Correia e Lorena Gill, será objeto de discussão em atividade que integra a programação dos Seminários do LHIST e da Semana de Integração da UesbA apresentação do livro será feita pelos professores e pesquisadores do Laboratório de História Social do Trabalho da Uesb (LHIST), José Pacheco dos Santos Junior e Rita de Cássia Mendes Pereira, que também figuram na condição de autores de capítulos da publicação.
A atividade será realizada no dia 21 de novembro, às 17h30, no Laboratório de História Social do Trabalho da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, campus de Vitória da Conquista. A participação é gratuita e franqueada a todos os interessados da comunidade acadêmica e regional. Não há necessidade de inscrição prévia. Certificados serão conferidos de acordo com o registro nas listas de freqüência.
Maiores informações poderão ser obtidas no Departamento de História da Uesb pelo telefone (77) 34248697 ou pelo email labhst@uesb.edu.br


sexta-feira, 5 de outubro de 2018



Ocupação Mulheres, Imagem e Resistência


Promover a reflexão sobre o protagonismo feminino nas artes e debater sobre a violência imposta às mulheres. Esse é o objetivo do evento “Ocupação Mulheres, Imagem e Resistência”, promovido pelo Laboratório de História Social do Trabalho (Lhist) em parceria com o projeto “Cinema e História”, com centros acadêmicos e coletivos de mulheres de Vitória da Conquista.

O evento será realizado no dia 9 de outubro, com uma programação diversificada durante todo o dia, envolvendo fotografia, literatura e música. Já às 19 horas, no Teatro Glauber Rocha, haverá a exibição do filme “Transformar os silêncios”, que será seguida por um debate sobre as lutas enfrentadas pelas mulheres.

Inscrições – Para os ouvintes, não há necessidade de inscrição prévia. Já quem deseja participar da atividade como monitores voluntários devem se inscrever aqui. A programação da Ocupação Mulheres contará ainda com a oficina “Fotografia de Movimentos Sociais”, que será ministrada pela fotógrafa, historiadora e pesquisadora Milla Dantas. Para participação, é necessário preencher formulário de inscrição.

O evento ainda abrirá espaço para mulheres participarem do Sarau lítero-musical Vozes em Movimento, quando poderão ser apresentados números musicais, performance e textos literários associados ao tema do evento. A inscrição para o Sarau deve ser feita aqui.

Para mais informações do “Ocupação Mulheres”, entre em contato com o Departamento de História pelo telefone (77) 3424-8666.

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Acervo de imagens sobre movimentos sociais será apresentado em palestra nos seminários do LHIST
 
O Laboratório de História Social do Trabalho (LHIST) é uma instituição-memória especializada na guarda e referência de fontes documentais relativas aos mundos do trabalho. Dentre os grupos documentais que sustentam a pesquisa no LHIST encontra-se o arquivo digital Movimento Social em Retrato, composto por, aproximadamente, 7000 imagens – cópias de fotografias, folhetos, cartazes, jornais – capturadas em arquivos de sindicatos de trabalhadores e em acervos pessoais de fotógrafos que atuaram em Vitória da Conquista na segunda metade do século XX.  A apresentação deste acervo será o tema da próxima sessão dos seminários do LHIST, que ocorrerá no dia 04 de outubro, a partir das 17h30, no auditório do modulo IV da Uesb, campus de Vitória da Conquista. A atividade será conduzida pela fotógrafa, historiadora e pesquisadora do LHIST, Kamilla Dantas, que irá apresentar dados técnicos relativos ao tratamento e organização de fontes digitais e trazer ao debate as possibilidades de pesquisa ofertadas pelo acervo Movimento Social em Retrato.
A participação é gratuita e franqueada a todos os interessados da comunidade acadêmica e regional. Não há necessidade de inscrição prévia. Certificados serão conferidos de acordo com o registro nas listas de freqüência.
Maiores informações poderão ser obtidas pelo telefone (77) 34248697 ou pelo email lhist.uesb@gmail.com